Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Vídeo: Vereador abandona sessão da Câmara para jogar truco

Na última segunda-feira (25/4), o vereador Raimundo Marques Cavalcante (PL), da cidade paranaense de Formosa do Oeste, a 570 quilômetros da capital Curitiba, chamou atenção ao abandonar a sessão da Câmara Municipal alegando que tinha um compromisso “com o pessoal do truco”. O momento foi registrado durante a transmissão da sessão.

– Gostaria, senhor presidente, de me retirar. Peço desculpa aos nossos colegas, tenho um compromisso ali no bocha com o pessoal do truco, né? Não adianta mentir, né? Quem quiser passar lá, estou lá! – disse ele.

Após o pedido, Raimundo se levantou e saiu do local. Os demais parlamentares ficaram surpresos e deram risada da situação. Depois da saída de Cavalcante, a sessão durou mais quarenta minutos. A cidade paranaense, que possui nove vereadores, tem cerca de 6,3 mil habitantes.

O pedido para saída da sessão foi feito pelo vereador após o presidente da Casa, Miguel Ascencio Nabarro (PP), decretar encerrados os trabalhos da chamada ordem do dia, momento em que acontecem as votações, e ter aberto espaço para que os vereadores pudessem tratar de outros assuntos.

Entretanto, na ata da sessão não consta aprovação ou mesmo discussão de projetos por parte dos oito vereadores presentes. Um dos parlamentares não participou da sessão devido a um acidente de trabalho. Ao portal G1, o vereador justificou que a sessão já havia sido encerrada quando ele deixou o local.

– Não gosto de mentiras, já tinha acabado a reunião. Eu tenho oito mandatos já como vereador, nunca saio antes de uma sessão – disse.

Cavalcante disse ainda que participou de toda a discussão da ordem do dia e que não era obrigado a ficar na Câmara durante as considerações finais, já que não tinha mais nada a falar. Ele, porém, assumiu que foi infeliz ao se expressar da forma como fez.

O presidente da Câmara de Vereadores de Formosa do Oeste, por sua vez, informou que medidas cabíveis estão sendo tomadas, inclusive com descontos no salário do vereador por ter se ausentado antes do fim da sessão. O comunicado ressalta também que será aberto um processo administrativo para apurar eventual infração do vereador.

Assista:

 

 

Com informações do Acorda DF