Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

“Temos um saldo muito positivo desses quatro anos de governo”, afirma Ibaneis

Da redação do Conectado ao Poder

Na última segunda-feira (13), o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), foi entrevistado na Band Brasília e pontuou feitos de seu governo.

De modo geral, Ibaneis diz que “passamos desafios severos, com a pandemia, tivemos que tomar decisões, fazer a cidade se movimentar, mas tomamos decisões na hora certa, então foi muito difícil, mas temos um saldo muito positivo desses quatro anos de governo e estamos deixando um legado de trabalho, de honestidade e de melhorias para a cidade”.

No setor da saúde, foi preciso que ampliações acontecessem para desafogar a situação de crise que chegou junto com a Covid-19. “Na saúde nós conseguimos avançar com a construção de 7 UPAs e vamos fechar o ano com quase 20 UBSs, tendo contratado mais de 11 mil servidores na área, tanto contratos temporários, quanto contratos efetivos. No entanto, temos condições de restabelecer a saúde do DF e temos projetos para isso. Eu não tenho dúvida de que vamos trazer a saúde para o nível que a população merece”, explicou.

Um outro ponto abordado pelo governador foi sobre o meio social. “Nós reduzimos nos Restaurantes Comunitários a refeição para R$ 1 e tem café da manhã por R$ 0,50, colocamos à disposição da população o Cartão Prato Cheio, que atende hoje 40 mil famílias, uma coisa que não existia, criamos o Cartão Material Escolar, que é de grande importância, porque coloca as crianças em um mesmo patamar das escolas privadas”, disse.

O governador falou, ainda, sobre a forma que lida com o setor produtivo. “Conseguimos a confiança do setor produtivo no governo, pois nos governos passados não existia isso, os empresários eram tratados como bandidos praticamente e hoje eu recebo todos os empresários dentro do Palácio e a gente discute as ações que devem ser criadas e temos conseguido uma oferta muito grande de emprego”, relatou.

Além desses avanços, o emedebista falou dos programas Renova DF e Qualifica DF, que após a conclusão dos cursos, muitas pessoas conseguem entrar para o mercado de trabalho, fazendo o nível de desemprego cair.

“Tenho a consciência de que temos feito o bem para a cidade e é só isso que eu busco fazer: atender a comunidade, trabalhar com muita força e tentar levar Brasília para o caminho que ela merece”, expôs.