Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

É DI BRASÍLIA | Moradoras do Sol Nascente e Pôr do sol falam sobre a iniciativa do carro da vacina

Da redação

Diretora regional de atenção primária à saúde explicou, de fato, como ocorre o projeto

O Distrito Federal atingiu um número bem representativo de pessoas vacinadas, contudo ainda existem pessoas que não tomaram nem mesmo a primeira dose, muitas vezes em razão de não querer ou, o que é o caso mais comum, pessoas que moram em regiões mais afastadas, que não possuem transporte público, para que se faça a chegada nos ambientes de maior movimento que estejam aplicando a vacina

Sabendo disso e prezando cada vez mais pela saúde das pessoas, desta vez por meio da vacina, o Governo do Distrito Federal (GDF) está aplicando a vacina na porta de casa, através do caro da vacina, que deu início na região do Sol Nascente e Pôr do Sol, local no qual, de fato, muitas pessoas não haviam tomado o imunizante.

A moradora Tatiana Almirante deu seu relato sobre ter tomado a primeira dose por meio do carro. “Fui vacinar a primeira dose, estava com medo de tomar, mas agora eu tomei. Eu tenho duas crianças e, pra mim, facilitou”, disse.

Bruna Nascimento é uma outra pessoa que conseguiu se vacinar e contou como foi atendida. “Tomei minha primeira dose, foi rápido, foi legal, o atendimento é ótimo, todo mundo atendendo a gente super bem e agora vou esperar a segunda dose com muita emoção”, relatou.

A diretora regional de atenção primária à saúde da região de saúde oeste, Sandra Araújo, explicou o ideal, de fato, do projeto. “É uma iniciativa de vacinação itinerante. A intenção é estar dentro do território vacinando as pessoas que não tiveram a condição, por deslocamento, para receber a vacinação”, pontuou.